Domingo, 25 de Junho de 2017, 04h:34

Tamanho do texto A - A+

Salários da rede estadual de MT estão entre os maiores do Brasil

Em dois anos e meio, o salário dos professores de Mato Grosso teve elevação de 39,54%, o que coloca o Estado como um dos que mais valoriza os profissionais da Educação

 

Redação  

 

Em Mato Grosso, tanto a remuneração média dos professores, quanto o piso salarial, estão bem acima da média nacional divulgada ontem pelo Inep/MEC. O estudo do Ministério da Educação tem por base o ano de 2014. Entretanto, com plano de carreira ativo desde 2013, os servidores da Educação com aumento real de 7,69% a cada ano.

 

Com o compromisso de valorização assumido pela atual gestão de recompor as perdas anuais e ainda conceder aumento real aos professores, nos últimos dois anos e meio o salário dos servidores da Educação tiveram incremento de 39,54% e o número vai crescer ainda mais com o compromisso do Governo do Estado de completar as perdas inflacionárias de 2016 e 2017.

 

Em Mato Grosso, a remuneração média do professor efetivo é de R$ 5.438,20 (contrato padrão de 30h semanais), e equivalente a R$ 7.250,93 considerando o padrão nacional de 40h semanais. No Brasil, a média de ganho do professor com carga de 40h não passa de R$ 3,5 mil. Segundo a Secretaria de Estado de Educação, Esporte e Lazer (Seduc-MT), o salário médio do professor com contrato temporário - R$ 6.847,64 (40h) - também está bem acima dos servidores da educação de outros estados.

 

No Estado, segundo dados da Secretaria Adjunta de Políticas de Pessoal da Seduc, o piso salarial para ingresso na carreira também está bem acima da média brasileira: R$ 4.853,79 (já consideradas as 40h). Este valor é maior do que o dobro do piso definido pelo MEC, que é de R$ 2.298,80.