Domingo, 25 de Setembro de 2016, 11h:36

Tamanho do texto A - A+

Orquestra Ciranda Mundo vai de Villa-Lobos e compositores regionais no Teatro Zulmira

Músicos do Instituto Ciranda trazem repertório com ênfase na musicalidade da terra. Concerto, com ingresso social, acontece na próxima quarta-feira (28)

 

Por LORENZO FALCÃO

 

Orquestra Ciranda Mundo (Foto: Ciranda/Divulgação.)Parceiro da Assembleia Legislativa desde 2015, o Instituto Ciranda há 13 anos vem desenvolvendo conceito e ações que combinam música com cidadania. E chegou a hora de mais um concerto no Teatro do Cerrado Zulmira Canavarros brindar a população com um espetáculo musical. 

 

A Orquestra Sinfônica Mundo Ciranda se apresenta em dois períodos na próxima quarta-feira (28), no Teatro Zulmira. Através da Sala da Mulher, setor do Poder Legislativo mato-grossense que desenvolve ações sociais, a Orquestra Ciranda Mundo dá a largada no seu Programa Sinfonia Aberta.

 

Pela manhã, a quarta-feira vai trazer novidades na parceria Assembleia/Ciranda. A partir das 10h, a Orquestra realiza ensaio aberto que terá como público principal as crianças do Projeto Guarda Mirim, da Secretaria de Municipal de Mobilidade Urbana de Cuiabá.

 

O Programa Sinfonia Aberta, entretanto, também é de livre acesso à comunidade em geral. O maestro e presidente do Instituto Ciranda, Murilo Alves, explica que a sinfonia aberta "é um ensaio da orquestra aberto ao público em geral, onde as interpretações musicais são intercaladas com bate-papos envolvendo maestro, músicos e público". O próprio Murilo estará regendo a Orquestra nesse ensaio especial.

 

No período noturno, a partir das 20h, a Orquestra apresenta o seu concerto da série "Araguaia". 

 

Concerto

 

Já o concerto que acontece no período noturno, esse terá a regência de Abner Roa, musicista que tem longa relação com o Ciranda. Para assistir à apresentação da Orquestra o ingresso é social. Cada pessoa deve retirar seu ingresso no próprio teatro, em troca de dois quilos de alimentos não perecíveis que serão repassados, pela Sala da Mulher, às instituições filantrópicas.

 

Programa

 

Músicos compositores de Cuiabá, nascidos ou adotados pela cidade, destes tempos e de outrora, serão interpretados em três, das quatro peças que compõem o programa deste concerto. E também um artista maior da história da música nacional, Heitor Villa-Lobos. A orquestra vai interpretar "Bachianas Brasileiras nº 2" e "IV - Trenzinho do caipira (Tocata)".

 

Uma peça encomendada ao compositor de São Paulo, Jether Garotti, deve mexer com o público, especialmente, aqueles mais ligados nas tradições regionais. "Dança Cuiabana" foi composta por Garotti, para a Ciranda Mundo, baseada nos temas do saudoso Mestre Albertino, um mestre do rasqueado cuiabano.

 

E a Orquestra Ciranda Mundo vai estrear duas peças de jovens compositores que têm vínculos com a orquestra: "Ourique", de Augusto Cesar; e "Ciranda Sax: Uma Fantasia em quatro momentos para saxofone e orquestra", de Jasson André. Esta segunda peça é composta por quatro movimentos: I - A 200 BPM, II - Esculpindo o vento, III - Uma nota após a outra, e IV - Desarrumando o case.