Quarta-Feira, 19 de Julho de 2017, 17h:06

Tamanho do texto A - A+

Blairo Maggi determina a contratação de 300 médicos veterinários; medida visa agilizar abertura e fiscalização de frigoríficos

Redação

De acordo com o senador licenciado e ministro da Agricultura, Blairo Maggi, a decisão atende o controle sanitário e a expansão do mercado de carnes no país.

A agilização do setor vinha sendo cobrada por pecuaristas e empresários, inclusive de Mato Grosso, maior detentor nacional de rebanho bovino de corte e cuja atividade vem sofrendo estrangulamento em função de vários fatores negativos, como denúncias sobre a qualidade de produtos manuseados em algumas plantas frigoríficas e a crise gerada pela delação dos donos da JBS.

Com esse objetivo de melhorar as condições desse segmento agropecuário, o Mapa (Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento) definiu a contratação de 300 médicos veterinários para atender a necessidade temporária em atividades de inspeção na produção de carnes.

A autorização para a contratação está em portaria conjunta do Mapa e Ministério do Planejamento publicada nesta quarta-feira (19) no Diário Oficial da União.

A contratação será por meio de processo seletivo simplificado e a duração dos contratos deverá ser de até um ano, com possibilidade de prorrogação. O prazo para publicação do edital de abertura de inscrições para o processo seletivo é de até seis meses, contado a partir da data de publicação da portaria.

A solicitação havia sido feita pelo ministro da Agricultura, Blairo Maggi, ao ministro do Planejamento, Dyogo de Oliveira, no fim do último mês, com o objetivo de superar problema criado pela necessidade de contratar auditores fiscais até que seja realizado concurso público para aumentar o quadro desses profissionais.

Maggi ressaltou na ocasião que falta de pessoal impede, por exemplo, a abertura de plantas frigoríficas, atrasando o aumento da produção nacional.