Terça-Feira, 07 de Fevereiro de 2017, 22h:00

Tamanho do texto A - A+

Setor do agronegócio que movimentou cerca de R$ 23 bilhões em MT, cria nova associação no Estado

*Redação

 

Promover boas práticas no campo, qualidade na produção agrícola, bem como gerar empregos, qualificação de funcionários, trabalhadores e produtores rurais são alguns dos objetivos de uma nova associação em Mato Grosso. Denominada de AgriRede MT, o grupo é formado até agora por 79 empresas distribuidoras de insumos agropecuários, cujo setor gera mais de 7.000 empregos e movimentou aproximadamente R$ 23 bilhões só em 2016 no estado e participou da produção de mais de R$ 34 bilhões de soja e milho na safra 2015/2016 (valor bruto de produção).

 

A nova associação não tem fins lucrativos e visa a permanência e sustentabilidade das distribuidoras, oferecendo ao produtor rural tecnologias de ponta, uso adequado destas e qualificação profissional de toda a equipe. "Nosso objetivo é fortalecer as distribuidoras para manter abertas as empresas brasileiras, que geram empregos e fornecem um suporte no pós-venda, como assistência técnica e outros benefícios", explica o presidente da AgriRede MT, Gilson  Provenssi.

 

"A AgriRede MT reúne empresas do setor agrícola, que juntas trocarão experiências e investirão em conhecimento para transformar o setor, tornando essa cadeia produtiva mais justa, certificada e sustentável", explica o gerente executivo da AgriRede MT, Ivan Paghi.

 

Juntas, as empresas associadas geram aproximadamente 2.000 empregos diretos, participaram da comercialização de cerca de R$ 1 bilhão em soja e milho na última safra e movimentaram mais de R$ 3 bilhões em 2016 em insumos agropecuários, dos quais R$ 300 milhões circularam nos municípios, com pagamentos de salários e encargos.

 

Entre as funções da nova associação estão também a orientação sobre gestão financeira, auxílio na contratação de cursos e treinamentos, garantir a compra de produtos regulamentados pelo Ministério da Agricultura, intermediar a compra de insumos agropecuários aos associados e como consequência levar mais tecnologia para o campo para aumentar a produtividade e a qualidade dos alimentos.

 

No estado estão registradas 450 distribuidoras de insumos agropecuários, que são responsáveis por 50% das vendas de insumos em Mato Grosso. Essas empresas fornecem não só o produto, mas também uma série de benefícios como assistência técnica, garantia de produtos originais e regulamentados, entrega programada de insumos para que os produtores não tenham grandes estoques na fazenda, o que minimiza o riscos de roubos, esclarecimento de dúvidas quanto ao uso do produto, descarte das embalagens vazias, entre outros. 

 

Além do suporte pós-venda, o setor de distribuição de insumos agropecuários também realiza anualmente mais de 400 eventos com os produtores rurais como palestras, reuniões, treinamentos técnicos, demonstrações de novos produtos e tecnologias em todas as regiões do estado para aperfeiçoar o trabalho que é realizado no campo.

 

*Fonte: Pau e Prosa Comunicação