Segunda-Feira, 30 de Outubro de 2017, 13h:27

Tamanho do texto A - A+

Ex-assessor de Trump se declara culpado de mentir sobre contato com russos

Redação

Um ex-assessor de política externa da campanha de do presidente dos EUA, Donald Trump, se declarou culpado de mentir sobre contatos que teve com russos em março do ano passado, no âmbito da investigação que o procurador especial Robert Mueller conduz sobre a suposta interferência da Rússia na eleição presidencial de 2016 com o objetivo de beneficiar o então candidato republicano.

Segundo a acusação, George Papadopoulos omitiu conversas que teve com um professor russo ligado a Vladimir Putin sobre a existência de e-mails relacionados à democrata Hillary Clinton.

Com 30 anos de idade, ele era um dos vários assessores que aconselharam a campanha de Trump em temas de política externa.

A admissão de culpa é a primeira que vincula o time republicano a Moscou. "O procurador especial Mueller parece ter uma testemunha que está cooperando, George Papadopoulos. Isso é significativo. O tempo vai dizer quão significativo", tuitou Preet Bharara, que foi promotor do Departamento de Justiça em Nova York até ser demitido por Trump, há poucos meses.
(Com Agência Estado)