Domingo, 26 de Março de 2017, 08h:57

Tamanho do texto A - A+

Ataque aéreo dos EUA mata líder da Al-Qaeda no Afeganistão

Da Redação

 

Um ataque aéreo dos Estados Unidos matou um agente da Al-Qaeda supostamente responsável pela morte de dezenas de civis e dois militares americanos, disse o Pentágono no sábado.

 

Qari Yasin, um conhecido líder da Al-Qaeda, originário do Baluchistão, no Paquistão, foi morto no dia 19 de março, na província de Paktika, no Afeganistão, informou o Pentágono em um comunicado, embora não tenha fornecido mais detalhes sobre a natureza do conflito.

 

"A morte de Qari Yasin é prova de que os terroristas que difamam o Islã e deliberadamente atacam pessoas inocentes não escaparão da Justiça", disse o secretário de Defesa, Jim Mattis, na declaração.

 

Outros três militantes da Al-Qaeda também foram mortos no ataque aéreo, segundo Mohammad Rahman Ayaz, porta-voz do governo provincial de Paktika. Yasin, também conhecido como Ustad Aslam, liderava uma importante célula da rede terrorista e estava envolvido em numerosos ataques terroristas na região, disse Ayaz.

 

Yasin planejou vários ataques ligados à Al Qaeda, de acordo com o Pentágono, incluindo um bombardeio em 2008 no Hotel Marriott em Islamabad, no Paquistão.

 

O ataque de 2008 foi reivindicado por Tehrik-e-Taliban, um grupo que cresceu fora da região tribal do Paquistão e se afiliou à Al-Qaeda.

 

(Com Agência Estado)