Segunda-Feira, 30 de Maio de 2011, 12h:45

Tamanho do texto A - A+

Drogas e armas são apreendidas durante operação da polícia na Grande Cuiabá

Apreesão de armas e de drogas. Este foi o resultado da operação ‘Ostensividade Permanente’, desencadeada pela Segurança Pública do Estado em Cuiabá e Várzea Grande no fim de semana. Só em Cuiabá foram abordadas pela Polícia Militar mais de quatro mil pessoas, 40 foram conduzidas para delegacia, 19 em flagrante e quatro menores foram encaminhados pelo Juizado da Infância e da Juventude. Durante a ação a Polícia Militar apreendeu seis armas de fogo, entre revólver calibre 38, 22 e pistola ponto 40 – de uso restrito, e duas facas.

Noventa e nove unidades de pasta base, nove trouxinhas e três porções de cocaína foram apreendidas durante toda a operação em Cuiabá. Mais de 35 bairros foram fiscalizados em Cuiabá, onde as equipes vistoriaram bares, restaurantes e lanchonetes.

Durante as abordagens e vistorias veiculares que aconteceram nas principais avenidas da Capital, como Getúlio Vargas, Fernando Correa, das Torres e Moinho foram vistoriados mais de 1.600 veículos, seis foram apreendidos, sendo um oriundo de roubo. A Polícia Militar aplicou 205 infrações de transito (AIT), 14 carteiras de habilitação (CNH) foram recolhidas e 26 certificados de registro e licenciamento de veículos foram autuados.

Em Várzea Grande, policiais militares apreenderam na operação 2.817 DVDs piratas comercializados por vendedores ambulantes e 1.770 maços de cigarros contrabandeados do Paraguai. Durante toda a ação realizada no município cerca de duas mil pessoas foram abordadas, 78 pessoas foram conduzidas para delegacia, sendo 20 em flagrantes.

Três armas de fogo foram retiradas de circulação em Várzea Grande, sendo duas calibres 38 e uma calibre 22. Em diversos pontos do município os policiais militares realizaram blitz de trânsito. Mais de 2.700 veículos foram abordados, 37 foram apreendidos. Sete carteiras de habilitação foram apreendidas e 198 notificações veiculares foram aplicadas.

O Corpo de Bombeiros Militar, que também atuou na operação integrada, registrou 15 notificações em bares de Cuiabá que não possuíam alvará de segurança contra incêndio. Em Várzea Grande, foram 12 notificações em estabelecimentos comerciais.

A Polícia Judiciária Civil, em Cuiabá, registrou 15 Termos Circunstanciado de Ocorrência (TCO) por tóxico, lesão corporal e outros de diversas naturezas. Setenta e seis boletins de ocorrência foram registrados, 14 pessoas foram presas, seis em flagrantes, sendo uma por embriaguez ao volante. Vinte e cinco pessoas foram conduzidas e 33 oitivas foram realizadas pela Polícia Civil durante a ação.

A Central de Flagrantes de Várzea Grande registrou seis Termos Circunstanciado de Ocorrência (TCO), por naturezas diversas. Trinta e um boletins de ocorrências registrados, quatro flagrantes, dois atos infracionais e 42 oitivas feitas pela Polícia Civil.

Na operação foram fiscalizados bares e lanchonetes, além de abordagens e checagem de cidadãos e veículos, com barreiras e blitz nos locais de maior incidência criminal, conforme estudo da Secretaria Adjunta de Inteligência da Secretaria de Segurança Pública (Sesp).

O intuito da Sesp durante a toda a operação foi diminuir os índices de homicídios na Baixada Cuiabana considerados altos nos meses de março e abril deste ano, em comparação ao mesmo período do ano passado.