Segunda-Feira, 11 de Junho de 2018, 02h:49

Tamanho do texto A - A+

PRIORIDADE: Investimentos na Segurança Pública evitaram que MT virasse “enclave” do tráfico de drogas

Redação

 

Por terra ou pelo ar, a apreensão de drogas e prisão de traficantes tem aumentando de forma significativa em Mato Grosso, apontando que a ”indústria” do tráfico que já se incrustou em outra regiões do país não vem encontrando vida fácil neste Estado, em que pese a extensa faixa de fronteira entre a Bolívia – cerca de 700 Kms – e território mato-grossense. 

 

Fato que facilita a rota da cocaína, mas nem por isso, traficantes e suas facções conseguem fazer de MT uma espécie de “enclave” para suas atividades criminosas. 

 

A prioridade que Mato Grosso tem dado à questão da Segurança Pública, com investimentos em melhorias nos aparatos de sua Polícia Civil e Militar, contemplando esses setores com recursos de armamento moderno, viaturas e aperfeiçoamento nos serviços de inteligência, treinamento e formação de profissionais, além da busca de parcerias com forças federais, se constitui numa barreira que dificulta aos traficantes fazerem de MT uma passagem segura para escoar a droga que sai da Bolívia em direção aos grandes centros consumidores, haja vista a forte repressão que encontram em Mato Grosso.

 

É evidente que pelas suas dimensões geográficas e proximidade com um dos principais produtores de cocaína do continente – a Bolívia -, Mato Grosso é vulnerável às investidas do tráfico, motivo pelo qual dá para imaginar que o Estado estaria num verdadeiro caos em termos de segurança pública – a exemplo do que ocorre em outras partes do Brasil – se não fosse a preocupação do atual governo estadual com esse setor. Aliás, segurança hoje é uma das principais demandas da sociedade brasileira no tocante aos serviços públicos. Em alguns casos, lidera a demanda aparacendo na frente de saúde e empregos.

 

Inclusive, a demonstração mais recente desse esforço conjunto de combate ao crime organizado é a operação  entre a Polícia Federal, Força Aérea Brasileira (FAB) e forças policiais da Secretaria de Estado de Segurança Pública de Mato Grosso (Sesp-MT) localizou, neste sábado (09.06), uma aeronave oriunda da Bolívia, com aproximadamente 300 quilos de cocaína. A aeronave fez um pouso forçado em uma área rural do município de Salto do Céu, em Mato Grosso.

 

Com base nos dados já obtidos pelas forças policiais, a FAB localizou a aeronave retornando da Bolívia. O piloto desobedeceu ao comando para que a aeronave mudasse a rota e pousasse em Tangará da Serra (MT) e fez o pouso.

 

O piloto e um tripulante fugiram, mas foram localizados na sequência e presos em flagrante. A droga, os presos e a aeronave estão sendo encaminhados à Delegacia da Polícia Federal em Cáceres, onde será lavrado o flagrante.

 

A apreensão é resultado da troca de informações entre todas as instituições envolvidas. Do Estado, participaram da ação o Grupo Especial de Fronteira (Gefron), Polícia Militar (PM-MT), Polícia Judiciária Civil (PJC-MT) e Centro Integrado de Operações Aéreas (Ciopaer).